NOTÍCIAS: Confira as principais notícias da Husaberg

Amante das duas rodas, Eveline aprovou a sua FE 250

divulgaçãoA Eveline Oliveira é mais uma mulher que gosta – e muito! – de motos de trilha. Ela acaba de estrear sua FE 250 2014 debaixo de muita chuva em um final de semana de outono no Sul do Brasil. Mas não seria a chuva que a impediria de testar a moto nova, não?

Gaúcha de Candelária, Eveline, de 35 anos, é engenheira agrícola e trabalha na propriedade rural da família, no interior do Rio Grande do Sul.

Esportes de duas rodas são com ela mesma. “Era praticante de mountain biking, cujos passeios e treinos interrompi quando engravidei”, conta ela, que é mãe de Hanna, de 6 anos.  O marido, Hans Pietter, era praticante do motociclismo fora de estrada. Após o nascimento da filha, quando resolveu voltar a praticar esportes – e os convencionais e calmos não a atraem – resolveu experimentar acompanhá-lo nas trilhas. “Sempre gostei de algo diferente. Nunca fui do convencional”, diz.

Foi só experimentar para gostar. E Eveline comprou sua primeira moto, uma 125 cc. “Meu primeiro dia também foi abaixo de chuva e, a partir dali, me apaixonei. Esperava como nunca o sábado de trilha”, conta. A mãe, que sempre a incentivou a correr atrás de seus sonhos e fazer o que gosta, cuidava da Hanna enquanto o casal fazia trilha.

“Desde então, não poderia  perder uma trilha, e fui evoluindo, fui para uma moto 200 cc, depois 230 cc. Até que achei que poderia partir para uma moto melhor”, diz, falando da recente opção pela Husaberg. “Um dos fatores da escolha pela Husaberg foi que essa seria uma moto de venda oficial. E pela qualidade da marca”, conta ela, que adquiriu sua Husa da revenda Touareg Motos, de Caxias do Sul (RS). “E também por ser a ‘última’ moto. Pois sempre gostei de coisas diferenciadas”, completa Eveline.

Na primeira trilha, mesmo debaixo de chuva, a Husa 250 não decepcionou a piloto gaúcha: “pela primeira experiência com a moto, está aprovada”. “Seu motor não é nada agressivo, consegui dominá-la bem e a suspensão, perfeita”, afirma.

Agora Eveline conta os dias para chegar o feriado, para ”poder acelerar a moto novamente”. Ainda bem que novembro tem vários feriados, né, Eveline?

 

© HUSABERG 2013